segunda-feira, 25 de setembro de 2017

#3daAlicinha

2 comentários



Os três dela chegaram e desta vez fizemos um piquenique no Parque da Cidade, cheio de cata-ventos para comemorar! Deu trabalho, no dia seguinte eu não era ninguém - as minhas pernas doíam, aquele sono pesando os meus olhos e um cansaço que parecia ser infinito, mas a Alice gostou tanto que compensou.

Então, senta aí para eu contar como foi!

TEMA, CORES E ESTILO



Eu amo coisas lúdicas, que fogem dos clichês. Como eu ainda tenho e um micro espacinho de escolha na vida da Alice, optei por cata-ventos. O próximo passo eram as cores. Ao mesmo tempo em que queria algo bem colorido, queria também o delicado. E a segunda opção ganhou. Fiquei com rosa (“a minha cor PRETERIDA!”, diz a Alice), azul (“a cor PRETERIDA da mamãe! Né, mamãe?”, sempre ela emenda esse comentário quando fala da cor preferida dela) e o amarelo. Tudo em tons claros.

Então, resolvi colocar em prática a festa que eu sempre sonhei, um piquenique no parque, com toalhas xadrez e almofadas nos chão e os detalhes que deixam mais com a nossa cara.

Para executar, contei com a ajuda de uma pessoa para lá de especial, a dona Nice, mãe da minha grande amiga Amanda Carvalho! Foi muuuuuuuito amor envolvido nessa parceria! Desde a primeira conversa que tivemos pelo WhatsApp. Era apenas para ela me emprestar a mesa do bolo, mas a partir do primeiro contato já trocamos milhões de ideias e ela é das minhas, que adora colocar a mão na massa! Então, ela conseguiu os caixotes de madeira que eu queria usar na decoração, pintou os que eu usei na mesa do bolo, me emprestou várias peças lindas de decoração, sem contar as inúmeras ideias maravilhosas que me deu e a disposição infinita em ajudar. Que pessoa linda! Ganhou o meu coração para sempre!


LOCAL


Eu amo ar livre e depois da experiência do ano passado, tornou-se a minha primeira opção. Desta vez, foi no Parque da Cidade, lá no bosque de pinheiros, que fica atrás do restaurante Alpinus. O lugar é uma delícia, fresquinho, espaço bom para piquenique. O ideal é verificar com a administração do parque antes de definir a data, para ver se não vai chocar com nenhum evento que possa atrapalhar a sua festa.

Para variar, eu estava com a vida tão corrida, que nem pensei nesse detalhe e quase a minha data chocou com um evento que estava programado para o mesmo fim de semana, no local que eu escolhi. A minha sorte foi que o evento aconteceu apenas no domingo. Mas muitos convidados se surpreenderam com a estrutura montada no local da festa da Alice e ficaram chocados ao pensar que eu organizei aquilo tudo. Rs...

A administração do parque tem site, telefone fixo, e-mail e até WhatsApp, mas nenhum desses meios me ajudou. Então, eu indico que vá diretamente à sede da administração para tirar qualquer dúvida. Certamente será mais prático e rápido. Mas, clique aqui para saber mais sobre eventos no Parque da Cidade.

CONVITE

Eu queria muito fazer um GIF para o cata-vento girar. E quando eu estava desenvolvendo, descobri que o meu namorado é muito criativo para detalhes que fazem diferença numa festa. Ele me ajudou a fazer o GIF e me deu a ideia de gravar a Alice chamando os convidados para o piquenique. O resultado ficou lindo! Fez o maior sucesso!

video


DECORAÇÃO


Numa festa de cata-vento, o artigo principal tem que ter destaque. Procurei cata-ventos prontos para comprar, mas não achei nenhum que combinasse com a decoração que eu planejei, além de serem caros. Então, compre cartolinas de Poá, rosa e azul. A amarela eu só achei lisa. Com uma cartolina de cada cor, rendeu bastante cata-ventos. Eu me esqueci de contar, mas fiz cerca de 30 itens. Queria que eles girassem com o vento, essa foi a parte difícil da engenharia. Sobrou para o meu pai. Então, eu fiz a parte da papelaria e o meu pai prendeu cada cata-vento nos palitinhos para girar.


Eu fiz também uma cortina de cata-ventos para colocar atrás da mesa do bolo, com papeis sulfite das cores da festa, e os prendi em fitas, alternando as cores, para dar mais alegria à decoração. Com o mesmo papel, fiz uns mini cata-ventos simples, que não giram, para colocar nos saquinhos das lembrancinhas, só para dar um chame mesmo para as fotos.


A dona Nice me emprestou a mesa branca do bolo. Como era pequena, coloquei apenas um caixotinho para elevar o bolo, comprei um suporte de bolo azul claro para combinar com a decoração, duas bandejas brancas para docinhos, uma cestinha de louça com melzinhos e, como a Alice ama livros, coloquei um de aniversário para compor a mesa.


Embaixo da mesa principal, coloquei três caixotes de cada lado, aqueles pintados pela dona Nice. Neles, coloquei as lembrancinhas, cesta de piquenique, cata-ventos, baldinhos de metal, guloseimas, docinhos e quadros negros com textos sobre a festa. E no chão, no centro do espaço da mesa, abri uma toalha de piquenique, com almofadas, cesta, flores, cata-ventos e vasinho de galocha.

Tentei colocar balões na mesa do bolo, mas no dia estava ventando demais! Poucos sobreviveram até o início da festa. Então, preferi tirar os suportes que tinha posto nas laterais da mesa, com balões das cores da festa.


Para receber os convidados, abri dez toalhas xadrezes amarelas no chão. Em cada uma, coloquei um caixote com flores, foto da Alice, pacotinhos de guloseimas e duas almofadas. A minha mãe fez as capas das almofadas. As toalhas compensaram mais alugar. Fechei na com a Kátia, na Enova Eventos, em Águas Claras (9 9271-1174). Ficaram um charme!



FOTOS

Eu mesma fiz um ensaio prévio da Alice, num espaço do meu prédio que eu acho legal. Foi tudo meio de supetão. Dei sorte de pegar um por do sol bonito e fiz as fotos para usar na decoração da festa.






Madu Jardim (9 9223-3217) – As fotos oficiais da festa foram da Madu. Que fotos lindas, uma delicadeza! Amei! A Madu Jardim Fotografia está no Facebook, Instagram e atende muito bem pelo WhatsApp. 











No dia eu estava tão cansada, que a minha cabeça de vento me fez esquecer de tirar fotos com os convidados. Aliás, acho que pequei feio na recepção. Sorry, pessoal!

DIVERSÃO

Festa Art’s Mágica (9 8551-5026) – Contratei essa equipe de animadores de festa, que fizeram brincadeiras, contação de história, pintura de rosto, piquenique com as crianças e levaram músicas. A Alice adorou! Ela fala até hoje que colocou o rabo no burrinho, com os olhos vendados, em uma das brincadeiras.


Mayara Oliveira (9 9418-9978) – Fechei com ela a cama elástica média. Diversão garantida para a criançada.


É bom lembrar que no Parque da Cidade não é permitido levar brinquedos infláveis. Cama elástica que não seja grande, muito menos de categoria profissional, pode usar sem autorização da administração. Essa informação o obtive na própria administração do parque.

Cantinho para as crianças – Eu sempre faço um cantinho com tapete, brinquedos e mesinha para as crianças. Na mesinha, eu coloquei massinhas e a equipe da animação ainda colocou mais duas mesinhas para pintura.



Balão com surpresas – De volta à minha infância! Isso era o que eu mais gostava nas festinhas. Aquele balãozão, pendurado no alto, cheio de balas e brinquedos. Sempre quis fazer para a Alice, mas antes eu a achava muito pequena para entender o espírito da coisa. Agora, aos três anos, o balão já gerou ansiedade nela! Ela já chegou à festa querendo estourá-lo. As crianças adoraram! Já os adultos me condenaram por eu ter me esquecido de colocar a terrível farinha de trigo que fazia aquela lambança na nossa época. Rs...



COMES E BEBES



Eu acho essa a parte mais chata para planejar numa festa. Diferente da maioria, eu prefiro que falte, a que sobre. De verdade! Desperdício me adoece! Mas sempre sobra!

Para comer, servimos:
 
  • 2 sanduíches de metro (Pão Dourado);
  • 100 coxinhas (Neide Nogueira);
  • 100 quibes (Neide Nogueira);
  • 100 mini pães de queijo (Neide Nogueira);
  • 50 mini churros (Neide Nogueira);
  • 100 rosquinhas doces (Dona Soli, de Jequitaí)
  • 50 picolés (uva, limão, côco e chocolate)
  • Mini sanduiches naturais (feitos pela minha amiga Dani – ficaram deliciosos e lindos!)
  • Pipocas de sal e de doce (feitas e embaladas pelo meu irmão e minha cunhada – sucesso!)
  • Salada de frutas
  • Gelatina
  • Melancia


Para beber:



  • 10 litros de suco de acerola
  • 10 litros de suco de caju (os sucos foram feitos pela minha mãe)
  • 35 cocos verdes (servimos a água em suqueira)
  • 60 garrafinhas de água mineral


Mesa do bolo:


  • 3kg de torta mouse com kitkat (Doce Vício)
  • 50 brigadeiros (Doce Vício)
  • 50 casadinhos (Doce Vício)
  • 50 leite ninho (Doce Vício)


Tudo foi calculado para 60 pessoas, mas sobrou muita coisa!

LEMBRANCINHAS


Para as lembrancinhas, montei um kit com livrinho, adesivos, massinha, bolinha pula-pula, balinhas e pirulito. Tudo o que a Alice adora!



Agora que tenho uma costureira em casa, estou usando e abusando. A minha mãe fez os saquinhos de tecido, amarelo xadrez, como as toalhas que usei para os convidados sentarem. Eu mesma fiz umas tags de agradecimento, com a arte que usei na papelaria da festa e imprimi na gráfica Inova (715 Norte). E para dar um charme, coloquei um cata-vento de papel que eu mesma fiz.

ANIVERSARIANTE



A Alice usou um vestido branco rodado, com uma faixa linda que a minha mãe fez com as fitas que usei na decoração da festa. Para mim, ficou um charme sem tamanho! No cabelo, uma tiara com flores amarela. E ela calçou um sapatinho preto bem confortável, escolhido pela própria aniversariante.


Apesar de, no dia, a Alice estar naquelas crises de dengo tipo “terrible two”, ela adorou a festa. Agradeceu e toda hora pede mais festa!

Quero mais uma vez agradecer a todos que se envolveram e contribuíram para esse dia tão especial ter acontecido. Muito Obrigada! Em especial aos meus pais e à dona Nice que se dedicaram inteiramente antes, durante e depois da festa!


E depois de todo o trabalho, quando tudo acabou, eu perguntei para ela:
- Filha, o que você mais gostou na sua festa? (Eu jurando que a resposta seria o balão com surpresas)
- Os cata-ventos lindos!!! A minha festa foi muito legal, mamãe!

Pronto, já fui recompensada!


Até hoje estou cansada, mas já pensando na próxima...

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Fase das pérolas

2 comentários
Ai, que fase gostosa essa das pérolas! Cada dia, cada hora, surge uma nova que me deixa pasma com o raciocínio, com as visões e até as palavras inusitadas que Alice diz. Não posso deixar de registrar. Vamos ver se agora eu paro de sumir.

A de hoje...

Brasília está em estado de emergência devido à baixa umidade. Nesta semana chegou a 9%! Sim, NOVE POR CENTO!


Foto: Agência Brasil

Hoje, na volta da escola, passamos pelo Eixo Monumental, um dos pontos mais lindos de Brasília para presenciar o por do sol. É um privilégio podermos ver tanta beleza, diariamente, depois de um dia de trabalho, ou de aula, ou simplesmente no fim de um dia qualquer. O sol de hoje estava uma bola laranja incrível, pintando a parte do céu que o contornava de rosa. Mas na frente da paisagem, que parecia uma pintura, uma fumaça preta traçou uma tristeza. Era queimada, muito comum aqui no cerrado nesta época do ano.

Eu pensei em voz alta, triste: Está queimando!
Alice: Onde, mamãe?
Eu: Lá na frente, na frente do sol. Está vendo a fumaça preta?
Alice: Calma, mamãe, estão fazendo carninha!
Santa inocência...
Então, eu expliquei que as graminhas estavam pegando fogo e morrendo. Logo passamos por uma parte com a mata totalmente queimada e eu aproveitei para ilustrar a minha explicação: Está vendo essas graminhas pretas? Quando estão pretas, é porque estão tristes.
A Alice passou o resto do caminho apontando: Essas estão pretas, mamãe! Estão tristes, né?! Essas estão verdinhas! Estão felizes!

E de repente aquela fumaça preta virou motivo para o meu coração encher de amor.

quinta-feira, 11 de maio de 2017

FELIZ NOSSO DIA, MÃES!

3 comentários


Eu já ganhei os melhores presentes da vida: meus filhos, Davi e Alice;
Mas eu já sofri assédio moral por ser mãe;

Eu já me senti a melhor mãe do mundo para os dois;
Mas já fui desqualificada quando ambos apresentaram comportamentos inadequados aos impostos pela sociedade;

Eu já senti a imensidão do amor que só quem é mãe consegue entender;
Mas já me olharam torto quando eu falei que não amo o tempo todo;

Já me elogiaram por a minha filha ser linda, amorosa e educada;
Mas as condenações por eu ser a única culpada por comportamentos anormais também são frequentes; 

Eu sempre morro de saudade quando eu passo muito tempo longe da minha filha;
Mas a saudade já se esgotou em cinco minutos depois de encontrá-la naqueles dias de fúria;

Eu acredito que a melhor forma de educar é com diálogo e paciência;
Mas eu já gritei, quis chorar e sumir diante de certas situações;

Eu procuro ser a melhor mãe para ela desde antes dela nascer, quando eu realmente era a mãe perfeita;
Mas eu sei também que preciso errar, morder a língua e sentir na pele todas as dificuldades da maternidade para eu realmente aprender e alcançar o mínimo do meu objetivo;

Vira e mexe me acham uma mãe desnaturada, por eu estimular a independência da minha filha;
Mas eu também me pego julgando quem protege excessivamente  aos meus olhos;

Tem quem ache um absurdo o meu jeito "errado" de colocar a minha filha de castigo, quando eu acho que ela merece, desde um ano de idade;
Mas existe certo ou errado? Ou é melhor cada mãe adotar as teorias que realmente sejam funcionais na prática de sua rotina?

Tem sempre alguém para me achar incapaz para alguma coisa;
Mas quando eu me vejo correndo contra o tempo para não perder o horário para buscar a minha filha na saída da aula, não perder as reuniões da escola, cumprir os compromissos diários e ainda ter fôlego para brincar, ficar feliz diante da minha filha e ainda driblar as manhas de normalmente surgem, virar a noite em claro quando ela adoece e ainda ter que levantar às 6h30, não consigo imaginar nada mais desafiador para eu enfrentar;

Eu já briguei com o meu pai para desembolsar grana para dar o presente mais caro para a minha mãe, pois ela sempre mereceu o melhor;
E hoje o meu sonho é ganhar um colar de macarrão feito pela minha baixinha;

Eu escuto com frequência as frases:
☀️: Bom dia, mamãe!
❤️: Mamãe, sabia que eu te amo muitão?!
💁: Que linda, mamãe! Você está linda!
🤗: Você é a minha fofuchinha, mamãe!
😜: Mamãe sapeca! (Com a risada mais gostosa do mundo)
💞: Colinho, mamãe!
💓: Eu sou a sua bebê! (Quando bate saudade de mamar no peito)
🥘: Deixa eu te ajudar a fazer o papá, mamãe? Por favor?!
💃: Vem dançar comigo, mamãe!
🎈: Vem brincar comigo, mamãe!
📚: Senta aqui para ler uma historinha para mim, mamãe!
🎡: Mamãe, quero ir pro parquinho!
🙏: Papai do céu, obrigada pela minha mamãe linda!
👑: Deixa eu brincar só mais um pouquinho? Por favor, mamãe?!
E eu só desejo que frases como essas soem para as outras mães com a mesma frequência divina que os meus ouvidos escutam;

O Dia das Mães sempre me emocionou, mesmo antes de eu ser uma;
E agora eu já choro ao escrever este texto, imagine quando eu assistir à apresentação da escola da minha filha!

A vocês, mães, desejo que sejam menos julgadas e mais amadas, ajudadas, acolhidas. Não é nada fácil esse cargo de MÃE, mas como vale a pena, não é?!

FELIZ NOSSO DIA, MÃES!
 

Minha Vida em Semanas... Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez