terça-feira, 26 de agosto de 2014

Chá de fralda


Olá, pessoal! Poxa, estou deixando cada buraco aqui no blog... Mas é difícil conciliar tanta coisa na reta final, a Alice já está na porta de saída e o tempo está cada vez mais curto.

Hoje eu vou registrar a minha experiência com o chá de fralda e responder a pergunta que geralmente gira nas cabeças das mamães: Será que vale a pena?

A resposta é: SIM, VALE MUITO A PENA. E em praticamente todos os sentidos. Afinal, é um momento em que você pode escolher para:

  1. Não investir tanto na festa e fazer algo mais simples para reunir a família e os amigos para comemorar e compartilhar toda a sua felicidade deste momento tão especial e ainda ganhar muitas fraldas (que já é uma economia e tanto a longo prazo); 
  2. Se empolgar mais um pouquinho, pensar em cada detalhe, colocar a mão na massa e organizar tudo do seu jeito, montar uma mesa de bolo, por exemplo, com cores ou temas de sua preferência, pensar nas lembrancinhas, comidas e bebidas, convidar a galera e também ganhar muitas fraldas; 
  3. Não se preocupar com os gastos e mergulhar fundo numa baita festa decorada por profissionais do ramo, encher este momento de glamour, como se fosse um aniversário do bebê que está para chegar, além de garantir as fraldas.

Enfim, a escolha é de cada uma. Como estou no segundo filho, tive duas experiências. A primeira opção foi a que escolhi na época do Davi, pois além de a minha gravidez ter sido extremamente corrida, ao mesmo tempo em que eu não queria passar em branco, também não podia investir tanto, pois estava com muitos gastos com viagens para o tratamento dele. Se for calcular na ponta do lápis, o retorno foi bem maior do que o chá da Alice, pois gastei pouquíssimo e ganhamos muitas fraldas. Para ter ideia, nunca precisei comprar fralda para o Davi e quando ele faleceu (com 1 ano e 18 dias) ainda doei oito pacotes grandes de fraldas.

Agora, como consegui planejar melhor, escolhi a segunda opção. Gastei mais e ganhei menos fraldas do que na época do Davi, mas foi tudo tão lindo que não me arrependo. Defini as cores da decoração, o estilo, pensei em cada detalhe, com muitas pitadas de amor e coloquei a mão na massa de verdade. Comecei a organizar com uns dois meses de antecedência, para fazer tudo com calma e pesquisar bem, para economizar e tentar fazer do jeitinho como planejei. Pesquisei bastante sobre os detalhes que eu queria e, a partir daí, a minha casa virou um Ateliê da Alice. 

Vamos aos detalhes...

CORES E ESTILO DA DECORAÇÃO: as cores foram vermelho e branco (sempre tento fugir dos clichês, menina – rosa e menino – azul), usei bastante poá e alguns detalhes xadrez e o estilo provençal. Uma grande amiga minha me emprestou as peças provençais para a mesa do bolo. Deu todo o charme para a decoração e foi uma economia e tanto. Complementei a decoração com balões duplos e alguns arranjos de balões. Aliás, tenho uma indicação excelente para enchimento e decoração com balões. Contratei o pessoal da World Balloon. Preço imbatível e atendimento excelente! E, claro, não poderia faltar o varalzinho de roupas da Alice!


BOLO DE FRALDA: outra coisa que tive muita sorte. A princípio, eu iria fazer o bolo de fraldas, que é relativamente fácil, mas precisa de muitas fraldas, entre 60 e 70 unidades. Então, imagina o gasto! Quando eu já estava quase desistindo do bolo, apareceu uma mãezinha do bem na minha vida e me emprestou o dela. Eu redecorei para combinar com a decoração e deu todo o charme à mesa do bolo. Clique aqui para aprender a fazer um bolo de fraldas.


LEMBRANCINHAS: não defini um tema específico para o chá, mas dei um toque de jardim e fiz para as lembrancinhas um lápis com ponteira de tulipa. Modéstia a parte, ficou um charme e mais uma vez eu economizei bastante, além de ter sido uma terapia para mim durante a produção. Clique aqui para aprender a fazer a tulipa.


MESAS DE CONVIDADOS: para as mesas, eu fiz uma decoração bem simples e barata, mas que fez sucesso. Recebi muitos elogios de que ficou um charme. Como as mesas do salão onde fiz a festa eram bem bonitas, de vidro, então coloquei apenas uma toalhinha pequena no centro (feita pela minha mãe), uma garrafinha de vidro transparente (de Smirnoff  Ice), decorada com uma fita de cetim vermelha e com um cartão de agradecimento dentro e uma tulipa (a lembrancinha). PS: Obrigada amigas e família por terem contribuído com as garrafinhas!





COMIDAS: servi lanches rápidos e práticos, pois foi tudo self service. Salgadinhos (500 unidades), cachorro quente (70 mini pães, um pacote de 3kg de salsicha, 2L de polpa de tomate), uma torta salgada, nachos com caponata de berinjela, pão de queijo (100 unidades), pipoca (2 sacos de micro-ondas), bolo (4kg) e doces (100 brigadeiros enrolados, 30 brigadeiros de copinho, 50 doces de leite ninho, 500g de marshmallow e balas de côco). Tudo foi calculado para 70 pessoas, mas sobrou muita coisa.

BEBIDAS: refrigerante (6 garrafas de 2,5L de Coca Cola e 4 garrafas de 2L de Guaraná), suco (18 caixas), água (10L) e cerveja (70 latinhas). O calculo foi o mesmo das comidas e também sobrou bastante.

CONVITES: eu mesma fiz o save the date e os convites. Enviei-os por whatsapp, e-mail e facebook. A praticidade dessas formas onlines facilita demais as nossas vidas!



FRALDAS: eu calculei as quantidades de fraldas por tamanho para pedir, baseada em vários sites, blogs e adaptei ao número dos meus convidados. Fui gerenciando também conforme recebia as confirmações (por favor, gente, nunca deixe de confirmar presença, é extremamente importante para a organização do evento). Então, a minha divisão ficou da seguinte forma: RN – 2 pacotes, P – 13, M – 26, G – 28. Tem uma calculadora de fraldas online que pode ajudar bastante. Clique aqui. Indico também o blog Mil Dicas de Mãe, que me ajudou bastante na hora de definir a quantidade de fraldas. No convite, não especifiquei tamanho dos pacotes aos convidados mais sugeri as marcas Pampers e Turma da Mônica, pois são as que oferecem menos riscos de alergia e vazam menos do que as demais do mercado. 

PERÍODO DA GRAVIDEZ PARA FAZER O CHÁ: isso é muito relativo, vai da disposição da mãe. Mas sugiro que não deixe muito para o final da gravidez, pois a barriga já estará pesada e não deixa de ser um esforço muito grande. Por mais que você diga que será tranquilo, você vai querer dar atenção a todos e ficará muito tempo em pé e andado de lá para cá. Eu fiz o meu com 34 semanas e já achei bastante puxado.

ROUPA DA MAMÃE: a regra é conforto, principalmente para o calçado. Eu optei por camisa, dobrei para mostrar a barriga, saia longa e rasteirinha.


Bom, acho que é isso. O que achou? Deixe o seu comentário, sugestões, dicas ou dúvidas. Estou à disposição para trocar figurinhas.

Bjãozão!

CURIOSIDADE: 36ª semana – Quando esta semana terminar, você terá chegado a um grande marco da gravidez: seu bebê não será mais considerado prematuro. Ele já tem sinal verde para nascer "a termo". À medida que o bebê se encaixa na sua bacia, seus pulmões e seu estômago podem ganhar algum refresco, mas por outro lado a bexiga vai ficar mais espremida -- mandando você mais vezes para o banheiro. (Fonte: Baby Center)

4 comentários on "Chá de fralda"

Deborah Souza on 26 de agosto de 2014 11:17 disse...

teste

Andressa Siqueira on 28 de maio de 2015 17:15 disse...

Adorei seu blog Deborah, encontrei aqui tudo o que eu precisava para o meu chá de bebê. Felicidades!!

Deborah Souza on 28 de maio de 2015 17:26 disse...

Que legal receber o seu feedback, Andressa! Sucesso no seu chá! Deixe o seu e-mail para eu enviar as atualizações.
Muito obrigada!
Bjs e toda a felicidade do mundo!

Anônimo disse...

Adoorei as diicas , obriigaada me ajudou muuinto ������ bjaao...

Postar um comentário

Gostou da publicação? Contribua ao blog com comentário, sugestões, críticas e/ou compartilhe a sua experiência.

ATENÇÃO: Caso dê problema para digitar o código do blog ao tentar postar um comentário, use a tecla TAB para abrir o espaço para digitar.

Obrigada!

 

Minha Vida em Semanas... Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez