sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Eles são mais fortes do que você!

10 comentários

Sorriso mais lindo depois de uma complexa cirurgia cardíaca

Desde domingo, um grande pai tem me inspirado muito a escrever, agradecer mais ainda pelos 383 dias que passei com o meu pitoquinho, dar mais valor também às coisas simples da vida, enfim, tudo que Davizinho mostrou para mim e para muitos, em sua curta jornada. Este pai é o cara que teve uma brilhante ideia de fazer com que o seu filho, Felipe, de 13 anos, que tem paralisia motora devido à falta de oxigenação ocorrida durante o parto, realizasse o sonho de jogar futebol. Ele desenvolveu uma bota gigante para o pai e o filho calçarem juntos. Resultado: Felipe não escondia a felicidade ao correr atrás da bola, o jogo foi completo por sorrisos lindos e cativantes, além de ter sido o artilheiro da partida!

Esta história foi apresentada também no programa Encontro com Fátima Bernardes, na última quarta (15). Foi tema de um debate rico em informações e depoimentos. A escritora Fernanda Young falou pela primeira vez sobre a sua filha que tem uma doença congênita e hidrocefalia. “Nunca falei sobre isso para não parecer que é um tipo de apelo”, revelou. Mas, o que mais me chamou atenção no depoimento de Fernanda Young foi a seguinte colocação: “Quando a gente é agraciado pela sorte de ter um filho especial é porque nós somos abençoados e somos capazes.” Concordo plenamente! Pois eu fui a escolhia da dar o maior amor do mundo ao Davi e capaz de ser feliz junto com ele, mesmo diante de todas as dificuldades!

A atriz Isabel Fillardis, que tem um filho com uma síndrome rara que compromete o desenvolvimento, a chamada Síndrome de West, também participou da discussão e completou: “Você (Fernanda Young)fez muito bem de ter falado. Tem que falar mais, não é apelativo. Eu também achava que seria, mas é que a gente passa por tanta dificuldade. Recentemente, eu recebi o depoimento de uma mãe e foi marcante porque eu senti tudo o que ela sentiu. Eu senti vergonha, senti inveja das outras mães porque tinham os filhos normais. E agora eu posso falar porque eu já senti. Tem muita mãe e pai ouvindo a gente em casa”.

Assistindo ao debate, eu me visualizei em diversos pontos e me emocionei muito. Quem tem filho especial sofre muito mais com os preconceitos da sociedade do que com o problema de saúde em sim. É claro que não é fácil lidar com vida hospitalar, medicamentos e cuidados especiais. Mas, é doloroso passear com o pequeno, sentir a felicidade dele e perceber pessoas observando-o com pena, por exemplo.

No meu caso não era muito recorrente, pois o Davi não apresentava características físicas. Mas quando eu falava sobre o problema dele, todos o fragilizavam de uma forma irritante! 

Essas crianças são mais forte do que qualquer outra, mas fortes do os próprios pais que conseguem vencer qualquer limite para dar vida ao seu fruto, e infinitamente mais forte do que você, que só consegue enxergar fragilidade nelas. Se brincar, conseguem até ser mais felizes, pois são capazes de curtir as mínimas coisas, aquelas que você deixa passar porque alguma futilidade chama mais a sua atenção.

Para quem não assistiu ao Fantástico, no último domingo, ou ao Encontro com Fátima Bernardes, na última quarta, vale a pena conferir. Clique aqui!

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Metamorfose

3 comentários

Já parou para pensar, por que a gestação é acompanhada por semana? Confesso que eu não tive tempo para procurar uma resposta científica. Mas aos meus olhos de ser humano e de mãe, é impressionante a metamorfose que ocorre num período tão curto como este. E essa velocidade de mudança não encerra junto com a gravidez.  A criança sofre transformações que os nossos olhos não são capazes de acompanhar em tempo real, só as fotos para guardar lembranças tão gostosas como estas.

É por isso que digo às novas mamães que me rodeiam: NÃO ECONOMIZEM EM FOTOS! Tudo bem que eu uso este atributo em exagero (kkkkk...), mas vale muito a pena. Principalmente na fase em que o mundo não influencia tanto na criação do seu pequeno, na fase em que o mundo do bebê se resume na mamãe.  Vai chegar uma hora que nem você, mãe, vai acreditar como o seu filho (a) mudou tantooooo!

A cada roupinha comprada ou ganhada com tanto carinho, a cada movimento novo, ou expressão diferente, vale um flash! Aconselho até andar com a câmera pendurada na cintura, pela casa, para não perder momentos mágicos a serem filmados, como eu perdi. Sempre quando eu corria atrás da filmadora, o Davi fingia que nada aconteceu! Kkkkkkkkkkkkk...

#Ficaadica 
 

Minha Vida em Semanas... Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez