sexta-feira, 6 de junho de 2014

Teste do coraçãozinho


Entrei na 25ª semana e chegou o momento de um dos exames mais importantes do meu pré-natal, o ecocardiograma fetal (ou ecofetal). Hoje foi o dia de a gente ver o coraçãozinho da Alice e, graças a Deus, está tudo radiante! 

Você, que está grávida, já fez este exame ou já colocou na sua lista do pré-natal? Saiba que a Sociedade Brasileira de Cardiologia recomenda que esse exame seja realizado no pré-natal em TODAS as gestações. Mas infelizmente ainda não é a realidade brasileira. 

O ecocardiograma fetal é um ultrassom bem parecido com os outros já realizados durante a gravidez, mas por ele o médico especialista em cardiologia fetal vai observar especificamente as estruturas do coração e sua funcionalidade, verificando se estão de acordo com o esperado. Uma anormalidade congênita do coração aparece em cinco para cada 100 nascimentos. Dos bebês com alteração congênita do coração, apenas 10% têm algum fator de risco.

A falta de informação é o principal motivo da ausência do ecofetal  durante a gravidez. Se a mãe não tiver nenhum histórico ou risco para a má-formação do coração do bebê, dificilmente o médico solicita este exame. O sistema público de saúde, por exemplo, só disponibiliza-o nesses casos. 

A ausência de conhecimento pode causar até preocupação aos pais. Já ouvi um caso que o médico solicitou o ecofetal e não esclareceu muito bem o motivo. A mãe ficou desesperada, achando que o seu bebê estava com algum problema. Mas graças a Deus, era apenas por precaução.

A cardiopatia do Davi me apresentou um universo que eu jamais pensei que existisse. E na época do tratamento do meu filho, conheci diversas famílias que não tinham risco nenhum para qualquer má-formação, todos os exames de rotina do pré-natal tiveram bons resultados, mas foram surpreendidos com cardiopatia congênita quando o bebê nasceu. Esse diagnóstico tão precoce é vital, pois, além de possibilitar o preparo para a família oferecer melhor qualidade de vida à criança, caso precise, o tratamento pode ser iniciado antes mesmo do nascimento. 

No caso do Davi, por exemplo, se nós não tivéssemos o diagnóstico precoce, dificilmente o meu filho sobreviveria após nascer. Além da falta de estrutura de Saúde que a minha cidade ainda enfrenta, a cardiopatia dele (Hipoplasia do Ventrículo Esquerdo) é gravíssima, fazendo com que o bebê suporte apenas dois dias sem intervenção cirúrgica. 

Então, mamães, não deixem de fazer este exame! A idade gestacional ideal para a realização do ecocardiograma fetal é entre 18 e 24 semanas, podendo ser realizado até o fim da gravidez, onde as imagens são obtidas com mais dificuldades. E o exame tem cobertura de planos de saúde.

CURIOSIDADE:  25ª semana – Agora você está na reta final e, embora sua barriga provavelmente já esteja grande, ainda vai crescer bastante. O bebê está se movendo vigorosamente e pode até responder a sons altos e músicas. As células nervosas do cérebro estão começando a se unir e a coordenação, melhorando. (Fonte: A gravidez dia a dia – Senac)

0 comentários on "Teste do coraçãozinho"

Postar um comentário

Gostou da publicação? Contribua ao blog com comentário, sugestões, críticas e/ou compartilhe a sua experiência.

ATENÇÃO: Caso dê problema para digitar o código do blog ao tentar postar um comentário, use a tecla TAB para abrir o espaço para digitar.

Obrigada!

 

Minha Vida em Semanas... Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez