quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Vale um livro

9 comentários
Diante das adiações da cirurgia do Davizinho, o meu marido precisou voltar para casa, com o coração na mão, bem no dia D, por conta de trabalho. Mas Deus é bom demais, sempre dá um jeitinho para provar que está conosco.

Ontem, quando o Fábio se despediu de mim e do Davizinho, no hospital, ele resolveu passar pelo 2º andar para ver se a mãe dele estava rezando na capela. Quando o elevador se abre, adivinhem com quem ele se dá de cara? Dr. Marcelo Jatene (foto), um dos médicos mais renomados e difíceis de se ver, em plena véspera de cirurgia do nosso pitoquinho. Então, ele aproveitou a oportunidade para desejar boa sorte e desabafou um pouco sobre a sua ausência no momento da cirurgia, perguntou até se poderíamos ligar ao Dr., depois da cirurgia, caso achássemos necessário.  O Dr. Jatene, com o seu jeito sereno, confortou o Fábio e disse que com certeza ele estaria de coração, no HCor, no momento da cirurgia, mesmo estando fisicamente em Brasília.

Hoje, o dia já amanheceu lindo, apesar daquela tensão ter nos dominado desde cedo. Preparei o Davizinho, dei o mamar às 7h30, para completar as 3h de jejum pré-cirúrgico exigidas e às 11h30 foi o momento mais difícil do dia, entregar o meu filho ao centro cirúrgico. Nunca senti dor maior! Seis horas e meia depois, uma hora e meia antes da média que esperávamos, o procedimento foi encerrado e a secretária do hospital me encaminhou ao centro cirúrgico para receber o boletim médico. Para minha surpresa, quem aparece? O Dr. Marcelo Jatene! Ele fez questão de me passar o boletim do procedimento, que foi muito bem sucedido, sem nenhuma intercorrência e comentou sobre o encontro de ontem com o meu marido. Então disse: Você pode ligar para o Fábio para eu conversar um pouco com ele? Lutando contra a queda de sinal no subsolo do hospital, consegui falar com o meu marido. Diante de muita angustia e perguntas sobre a operação, fui obrigada a interromper: Lindo, espere, tem alguém que quer falar com você! E passei o telefone ao Dr. Jatene.

“Fábio, fiquei muito emocionado com você ontem e por isso fiz questão de falar com vocês. Foi tudo bem e agora precisamos de paciência!”, disse o Dr. Jatene com os olhos cheios de lágrimas.

Logo depois, fiquei de plantão na porta da UTI, à espera do Davi. Eis que chega o meu pequeno, todo inchadinho e entubado, mas a coisa mais linda e me trazendo um alívio indescritível! As enfermeiras até pararam para os pais que estavam de prontidão na porta da UTI comemorarem junto comigo.

Agora o Davi está bem, graças a Deus. As próximas 72h são cruciais e o pós-operatório é bastante delicado. A primeira noite é bem comum haver intercorrências, mas a equipe está preparada para tudo. Deus não abandonará o nosso pequeno! Pelo menos, pelos próximos quatro dias, é importante que ele se mantenha dormindo, para evitar que as taxas de pressão, saturação, freqüência cardíaca, etc, sejam descompensadas. Por enquanto está sem sedativo, pois é preciso assistir às respostas dele. Aos poucos, caso necessário, ele será sedado. Agora é ter paciência, pois o pior já passou.

Obrigada, obrigada, meu Deus, pai misericordioso, médico dos médicos. Obrigada por ter nos dado uma missão dura para enfrentar, mas que veio carregada de recompensas valiosas. 

Obrigada a todos pelas correntes de fé!

CURIOSIDADE: O bebê de 5 meses, 2ª semana – Talvez o bebê comece, em breve, a dar os primeiros sinais de uma das etapas mais importantes do desenvolvimento emocional dele: estranhar pessoas desconhecidas, ou com quem ele não convive tanto. Pode parecer uma coisa ruim, mas não é. É sinal de que o bebê entendeu que ele é uma pessoa separada da mãe. O problema é que o bebê não sabe que você vai voltar, a cada vez que desaparece da vista dele. Para algumas crianças essa sensação de medo é mais forte que para outras. (Fonte: Baby Center)

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Por que Davi?

4 comentários

Neste domingo, no seu lento passar do tempo, algumas mamães se reuniram na brinquedoteca do hospital. Papos sobre problemas cardíacos para cá, experiência de vida fora do hospital para lá e a mãezinha do mais novo xará do meu filhote me perguntou: Por que Davi?

Contei sobre a novela que foi a escolha do nome do nosso pitoquinho e a pergunta dela me despertou a mesma curiosidade. Então ela me contou a razão mais bela, que me tocou profundamente. 

Davi foi o filho mais novo dos oito de Jessé. Apesar disso, foi o escolhido de Deus para enfrentar o povo amalequita por terem atacado Israel durante o período do êxodo do Egito, já que Saul, em seu reinado, desobedeceu ao superior e não destruiu o melhor dos despojos. Quando o exército filisteu se reuniu para enfrentar os israelitas, um gigante chamado Golias desafiou o exército de Israel a enviar um homem para enfrentá-lo. No entanto, os israelitas tiveram medo do gigante. Davi, indignando-se da vergonha que Golias trazia a Deus e a todo exército, decidiu enfrentá-lo. Saul ofereceu sua armadura para Davi, no entanto ele recusou por não ser treinado no combate com armadura e ser de pequena estatura. Então, Davi enfrentou Golias munido apenas por três pedras. 

Aos nossos “Davis”, seus Golias são os corações e as pedras são os três procedimentos cirúrgicos que têm para tratar a hipoplasia do ventrículo esquerdo :

O procedimento Híbrido, ao nascer, o qual junta, no mesmo ato terapêutico, a cirurgia cardíaca e o cateterismo.

Até os 6 meses de idade, os procedimentos Glen – é uma conexão direta entre a veia cava superior e a artéria pulmonar, desviando a metade do sangue venoso diretamente para os pulmões, sem assistência do ventrículo, e Norwood – liga o ventrículo direito com a aorta a fim de que seu fluxo de sangue arterial seja entregue ao organismo através dos ramos da aorta. 

E por volta dos 2 anos de idade, o procedimento de Fontan, que conecta a veia cava inferior à artéria pulmonar, por meio de um canal, com o coração para direcionar seu fluxo para a artéria pulmonar. Assim, todo o sangue venoso corre para os pulmões e as bombas de ventrículos únicos enviam exclusivamente sangue arterial para o corpo.

Está confirmada, amanhã (30), o meu Davizinho utilizará a sua segunda pedra. O mais complicado é passar horário, pois a agenda da equipe sempre é muito cheia. Só saberemos de fato quando nos convocarmos para descer.

Aproveito a oportunidade para reforçar a solicitação de doação de sangue. Além do Davizinho, milhares de crianças e adultos podem precisar. Quem estiver em São Paulo e puder doar na unidade do Hospital do Coração (HCor), por favor, cadastre-se no nome do Davi de Souza.

Em especial, obrigada à equipe do diretor de manutenção da companhia  aérea Gol, Alberto Correnti, pela colaboração!

Deus já está conosco e amanhã irá aumentar a luz no centro cirúrgico e guiará as mãos da fantástica equipe do Dr. Marcelo Jatene!
AMÉM!!!

CURIOSIDADE: O bebê de 5 meses, 2ª semana – Se é que ainda não começou, em breve seu bebê vai dar gargalhadas ao ver suas caretas e tentará fazer você dar risada também. Nesta fase, ele já demonstra forte ligação com você: levanta os braços quando quer colo, reclama de ficar sozinho e dá gostosos abraços. Aproveite cada minuto. (Fonte: Baby Center)

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

Como está o Davi?

2 comentários
Desculpem-me aos que esperam notícias do meu filhote por aqui. A internet aqui no hospital não estava colaborando nada, então desisti de atualizar por esses dias. Vou tentar registrar as notícias sempre que surgirem novidades.

O Davizinho, graças a Deus, está ótimo e numa alegria só. Mas passamos esta semana no hospital por teste de força mesmo, meio que em vão, pois só ontem que a equipe do Dr. Marcelo Jatene marcou a cirurgia do meu pimpolho, que, em princípio, será na próxima terça-feira (30). Enquanto isso, o Davizinho fica aqui encantando a todos com a sua alegria e sapequice. E como está sapeca, viu?! Na terça-feira, ganhou de 15x0 da enfermeira na hora do eletro. Não tinha santo que quietasse esse espoletinha. Pulava, conversava, fazia graça e nada de se cansar para dormir e finalmente ficar quietinho para o exame. Só no dia seguinte que, suando mais um pouquinho, outra enfermeira conseguiu.

Ontem, eu até vesti o pequeno de pipoquinhas para representar melhor a sua energia. Ficou a coisa mais linda!


Amanhã, com fé em Deus, é a cirurgia do Iago, que está a coisa mais gostosa! Forças nas orações, gente! Esses dois irão tirar de letra! Vejam os 3 babies mais gostosos do HCor – Davi, Manu e Iago. Está rolando uma concorrência acirrada entre os meninos para ganhar a Manu! Kkkkkkkk...


E muuuuuuitíssimo obrigada aos que compareceram ao batizado do Davi. Foi muito, muito lindo! Nunca vi nada igual e tocante. O diácono Alfredo arrasou na celebração. As fotos, da nossa fotógrafa oficial - Jalila Arabi, já estão no ar. Clique aqui!

CURIOSIDADE: O bebê de 5 meses, 1ª semana –  Aos 5 meses, os bebês acrescentam novos sons ao seu repertório, como barulhos com a língua para fora. Eles ficam tão encantados com o que fazem que não param de repetir a mesma coisa. Esse, aliás, é uma padrão comum do desenvolvimento das crianças: elas costumam praticar exaustivamente uma habilidade antes de partir para a próxima. (Fonte: Baby Center)

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Santo anjo do Senhor

3 comentários
Está chegando o momento em que o meu anjinho deixará de ser apenas uma criaturinha de Deus e passará a ser o filho do nosso Senhor. Neste domingo (21), será o batismo o Davizinho, um acontecimento muito importante, principalmente diante do que vamos viver na semana que vem. Ele vai para Sampa fresquinho de bençãos para vencer mais uma batalha!


Passei a semana em clima de mudança, mas consegui aproveitar bastante. Tanto que até agora nem consegui arrumar as nossas malas ainda. Curti cada segundo com o meu pequeno. Com direito até a um book fotográfico, feito pela nossa fotógrafa preferida, Jalila Arabi. Desta vez, os cliques foram no parque na cidade, durante o banho de sol matinal do Davi. Depois fomos à nossa casa, fiz um almocinho especial, enquanto a Jalis aproveitava os ângulos do modelo mais lindo do mundo. Clique aqui para conferir as lindas fotos!


Ah, não posso deixar de comentar  que nesta semana já deu para ver uma sombrinha branca na gengiva inferior do Davi. Será que já é o dentinho dando o ar da graça? Ele está coçando horrores, colocando tudo o que ver pela frente na boca. Como passa rápido, né?

Bom, é isso, gente! A partir da semana que vem a nossa vida estará uma loucura. Longe de casa, buscando forças e driblando a saudade que cada ente especial da minha terrinha me fará passar! Muito obrigada pelo apoio e carinho de cada um, é muito importante a energia positiva que cada um passa!

CURIOSIDADE: O bebê de 5 meses –  Estimule o bebê a desenvolver força e flexibilidade nos dois lados do corpo. Como? É simples: alterne o lado em que amamenta ou dá a mamadeira, e coloque o bebê para dormir uma noite com a cabeça voltada para a cabeceira e outra para o pé do berço. Essas técnicas auxiliarão a criança a se sentir confortável para virar a cabeça nas duas direções, e amenizarão a carequinha e o "amassado" na cabeça. (Fonte: Baby Center)

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Haja coração

8 comentários

Hoje (09) foi a última consulta do Davi antes da cirurgia, que estava prevista para setembro. Mas para a nossa surpresa, foi antecipada. No dia 23 de agosto, o Davizinho será internado e a partir desta data, após exames, a qualquer momento ele irá para a sala cirúrgica. Ele está ótimo, graças a Deus. Ontem fez o ecocardiograma e a Drª. Simone Pedra ficou muito feliz com o coração do meu pequeno. O que mais está nos afligindo são o refluxo e alguns problemas pediátricos que o Davi sofreu no último mês. 

Ele tem apresentado sintomas de intolerância a lactose que desregulou algumas taxa no último hemograma que foi feito.  Com isso, pode ser que ele precise de transfusão sangue para a cirurgia. O Davi também teve anemia, que é bem comum entre lactentes. Mesmo com esses pontos, o pediatra do nosso pequeno nos tranquilizou muito. Mas a minha primeira reação com a notícia da antecipação da cirurgia não foi nada boa. Fiquei preocupada com o baixo ganho de peso que o Davi vem obtendo, sem contar que não é nada fácil ser informada que o procedimento mais complexo do tratamento será daqui há DUAS SEMANAS. É um baque e tanto.

Depois, conversando com calma com a médica, entendi que realmente é o melhor momento. Como o Davi está em ótimo estado cardíaco, é melhor evitar que qualquer outro problema atrapalhe o coração, que é a prioridade do nosso pitoquinho. Agora, por exemplo, ele tem ganhado pouco peso, mas está dentro do ideal para encarar a cirurgia. Se estender o tempo, ele pode correr o risco de perder peso, o que complicaria bastante. A decisão foi unânime entre a equipe médica do Hospital do Coração (HCor). Sabemos que estamos em ótimas mãos e sem dúvida eles não deixariam escapar o melhor momento para o Davi. 

Já vou responder desde já a pergunta que sei que ouvirei bastante daqui para frente: qual a previsão de alta do Davi? A resposta é: O TEMPO DELE! Na primeira etapa aprendemos a respeitar isso. Não tem como prever, cada caso é um caso. O importante é que ele saia forte e saudável, como aconteceu na primeira fase do tratamento. E isso é o que o HCor mais preza em seus pacientes, eles não liberam ninguém sem a certeza que irá ficar bem longe do hospital.

Os corações aqui em casa estão apertados, mas as orações estão cada vez mais fortes. Peço que as de vocês também se fortaleçam! 

Muito, muito obrigada pelo carinho e pela energia positiva de todos!

CURIOSIDADE: O bebê de 4 meses, 4ª semana – Quer fazer o bebê dar uma boa gargalhada? Tente imitar as expressões faciais e os sons que ele faz. Ele não só vai rir à beça como também vai aprender elementos da comunicação. Imitação e repetição são ingredientes básicos para o desenvolvimento do cérebro nesta etapa. Ao ouvir você dizer as mesmas palavras a toda hora, o bebê pode até começar a balbuciar sons quase reconhecíveis, incluindo "ma-ma".(Fonte: Baby Center)

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Apoie a mulher que amamenta

2 comentários
Estamos na Semana de Aleitamento Materno, o ato mais maravilhoso que uma mulher pode sentir. É indescritível a dimensão do sentimento que uma mãe sente nesse momento. A troca de olhares com o bebê, aquele gesto doce de satisfação do pequeno, um sorrisinho maroto e até as interrupções para bater papo na “hora errada”.  Só quem é mãe sabe o que eu estou falando. Agradeço a Deus todos os dias por ter me dado o poder de alimentar o meu filho da forma mais preciosa do mundo. 

video

O Ministério da Saúde montou um material bem completo para esse incentivo nobre, com dicas valiosas e curiosidades bastante interessantes para mulheres que estão vivendo, perto de viver ou às que o sonho ainda está um pouco mais distante. Clique aqui e confira!

Lá, você encontra dicas básicas como “até os 6 meses, o leite materno deve ser o único alimento do bebê. Não dê água, chás, leites artificiais ou qualquer outro alimento.” Isso é o B-A-BA, mas de extrema importância. Eu fiquei super triste por ter sido obrigada a introduzir leite artificial na dieta do Davi. Devido o refluxo, ele estacionou no ganho de peso, no último mês. Como a segunda cirurgia está próxima, não podemos arriscar de ele perder peso, já que é essencial para o sucesso do procedimento. Mas ele continua firme e forte no peito!

Outro ponto importante é o início de alimentos saudáveis, que deve ser após os 6 meses. Mas mesmo com os alimentos sólidos, deve continuar amamentando até os dois anos ou mais.  No último fim de semana, uma família muito especial veio nos visitar, o Cássimo, a Michele e o João, que está a coisa mais fofa, ao 1 ano e meio. A Michele falou uma coisa super interessante, que o leite é um santo remédio para os pequenos. Ela usa para TUDO! Até para desentupir o nariz do João e como anticéptico quando o danadinho se machuca. Sem contar que é ótimo para imunizar até das inúmeras infecções que os pimpolhos correm o risco de pegar em creche, por exemplo. É indiscutível a importância do leite até, pelo menos, os 2 anos da criança! 

E aquela história de vó que a criança chora muito porque o leite é fraco? Puro mito! “Não existe leite fraco! Todo leite materno é forte e bom. A cor do leite pode variar, mas ele nunca é fraco.”

Não posso deixar de comentar sobre a pergunta que nunca quer calar: Amamentar dói? Eu, particularmente, só senti dor nas primeiras semanas, na fase de adaptação. O Davi parecia que tinha dentes, eu via estrelas, mas respirava fundo e tentava curtir o memento.  Não foi nada que me fez pensar em desistir. Logo, logo a dor sumiu e o prazer que tive em troca valeu muito a pena.  O que me ajudou muito foi eu ter passado o meu próprio leite, no bico do peito, antes do início de cada mamada. Também usei a pomada Lansinoh. É ótima e o bebê pode mamar por cima.

Nossa, hoje escrevi demais. Mas temas como esse inspiram mesmo.

Mudando de assunto, tenho uma notícia bem triste. Lembram da Melissa? A bebê com o mesmo problema do Davi, da mãezinha de Planaltina? Infelizmente ela não resistiu! Nasceu no dia 09 de julho e teve uma parada cardíaca no dia seguinte. Vamos colocar esta família em nossas orações!

CURIOSIDADE: O bebê de 4 meses, 3ª semana – Todo mundo tem aquele momento em que a desorganização da casa começa a dar nos nervos, ainda mais com um bebê novinho. É difícil deixar tudo arrumado, se você tem de ficar cuidando do bebê o tempo todo. Pior ainda quando ele começa a segurar os brinquedos e jogá-los para todos os lados. Converse com seu parceiro e explique que aquilo realmente está atrapalhando sua vida. Juntos vocês podem achar uma solução. (Fonte: Baby Center)
 

Minha Vida em Semanas... Copyright 2008 All Rights Reserved Baby Blog Designed by Ipiet | All Image Presented by Tadpole's Notez